| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Esporte Online
Desde: 17/10/2003      Publicadas: 50      Atualização: 26/11/2003

Capa |  Automobilismo  |  Basquete  |  Campeonato Brasileiro  |  Charge do dia  |  Colunistas  |  Fut. Europeu  |  Futebol Carioca  |  Futebol Catarinense  |  Futebol Mineiro  |  Futebol Paulista  |  Futsal  |  Geral  |  Seleções Mundiais  |  Série B  |  Surf  |  Tênis  |  Volei


 Série B

  26/11/2003
  0 comentário(s)


Palmeiras e Botafogo tem muito pela frente

As duas equipes passaram pelo "inferno" e agora tem que trabalhar bastante para voltarem a ser competitivas.

Palmeiras vence o Sport, em Garanhuns, no agreste pernambucano, por 2 a 1 e vence a Série B do Campeonato Brasileiro. Botafogo bate o Marília em Caio Martins (ou Mestre Ziza) por 3 a 1 e beneficiado pelo resultado do jogo do Palmeiras garante a promoção à principal divisão do futebol no Brasil.
Tão iguais e ao mesmo tempo completamente diferentes. Ambas as equipes voltaram a primeirona um ano e conci dias após a derradeira última rodada do campeonato passado. O Palmeiras perdia para o Vitória em Salvador, por 5 a 3, enquanto o Botafogo perdia para o Sâo Paulo, em Niterói, 1 a 0, único gol, do Dill naquele campeonato.
O Botafogo elegeu Bebeto de Freitas para ser seu presidente e ele implantou uma nova filosofia de trabalho, buscando principalmente reestruturar o clube, após décadas de pífias administrações que acabaram com o time da estrela solitária. O Palmeiras reelegeu Mustafá Contursi para a presidência do clube, o mesmo senhor que uma vez concelou a compra de aparelhos para a sala de ginástica do clube, somente porque um jornal mostrou a situação caótica em que, naquele momento, a sala se encontrava. Ele garantia um modelo ultrapassado que não aproveitou nada da excelente parceria com a multinacional italiana Parmalat, que por vezes queria implantar uma gestão profissional no clube e a diretoria vetou.
O Botafogo montou um time modesto, com jovens jogadores e alguns veteranos para balancear o elenco. O Palmeiras fez o mesmo, mas com a garotada feita no clube, coisa que não acontecia há pela menos 30 anos.
Palmeiras e Botafogo sofreram durante todo o ano. Lideraram sempre a Série B e merecidamente conseguiram seu objetivo, na bola, no campo, sem as famosas manobras de bastidores, também conhecidas como viradas-de-mesa.
O Botafogo tem um time inferior ao Palmeiras, mas de médio a longo prazo deve voltar a dar glórias a sua torcida. O Palmeiras tem um time melhor e com un 5 jogadores pode formar uma equipe competitiva para o ano que vem. A diferença é que a diretoria do Fogão fará de tudo para manter os destaques do time e até reforçá-lo, mas sem prejudicar seu orçamento. Já os manda-chuvas do Verdão dificilmente brigarão muito para manter seus jovens valores. Caso apareça uma boa proposta - e parece que equipes da Rússia, Ucrânia e França estão interessados em Vágner Love e Cia - os jogadores deveram ser transferidos, fazendo com que tudo comece novamente.
Aos botafoguenses o futuro deverá ser bom, enquanto ao Palmeiras ele será uma incógnita. Mustafá continua na presidência? A diretoria vai fazer o melhor para o clube?
Só o tempo dirá.
  Autor: Felipe Mazorca





Capa |  Automobilismo  |  Basquete  |  Campeonato Brasileiro  |  Charge do dia  |  Colunistas  |  Fut. Europeu  |  Futebol Carioca  |  Futebol Catarinense  |  Futebol Mineiro  |  Futebol Paulista  |  Futsal  |  Geral  |  Seleções Mundiais  |  Série B  |  Surf  |  Tênis  |  Volei
Busca em

  
50 Notícias